RSS

Arquivo da tag: personagens da história

Limitações da historiografia marxista Parte I: o enganado Eric Hobsbawm.

Image
Eric Hobsbawm. Imagem: Arquivo Pessoal CHH.
 
Maior historiador esquerdista de língua inglesa, Eric Hobsbawm, faleceu em 1 de outubro de 2012, aos 95 anos.Marxista irredutível, Hobsbawm chegou a defender o indefensável: numa entrevista que chocou leitores, críticos e colegas:
 
“Alegou que o assassinato de milhões orquestrados por Stalin na União Soviética teria valido a pena se dele tivesse resultado uma ‘genuína sociedade comunista’”.
 
Eric Hobsbawn
 
Hobsbawm foi de fato um historiador talentoso. Nunca fez doutrinação rasteira em suas obras. Mas o talento de historiador, é forçoso dizer, ficará para sempre manchado pela cegueira com que ele se agarrou a uma posição ideológica insustentável.
 
Essa posição lança sombras sobre uma de suas obras mais famosas, A Era dos Extremos, livro de 1994 que, depois da trilogia sobre o século XIX composta pelos livros A Era das Revoluções,A Era do Capital e A Era dos Impérios, lançados entre 1962 e 1987, se dedica a investigar a história do século XX –  quando Hitler matou milhões em seus campos de concentração e os regimes comunistas empreenderam os seus próprios extermínios. Hobsbawm se abstém de condenar os crimes soviéticos, embora o faça, com toda a ênfase, com relação aos nazistas.
 
MAIS INFORMAÇÕES
Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em junho 10, 2013 em Uncategorized

 

Tags: , , , ,

A verdadeira Bandeira de Israel: Hexagrama ou “Estrela de Davi” versus o Sagrado Menoráh?

Image
Qual simbolo é historicamente ligado ao judaísmo bíblico? O Menoráh Sagrado, citado nas Escrituras ou o Hexagrama? Um símbolo pagão sem conexão com o povo judeu! Imagem: Arquivo Pessoal CHH.
 
A Menorá do Templo Sagrado
 
O símbolo da Menorá de sete braços em semicírculo é um dos mais conhecidos no mundo judaico. A Torá traz um indício bem claro. No livro do Êxodo (25:32) estão detalhadas as instruções para a confecção da Menoráh:
 
 
Deixe um comentário

Publicado por em junho 10, 2013 em Uncategorized

 

Tags: , , , ,

Limitações da historiografia marxista Parte I: o enganado Eric Hobsbawm.

Image
Eric Hobsbawm. Imagem: Arquivo Pessoal CHH.
Maior historiador esquerdista de língua inglesa, Eric Hobsbawm, faleceu em 1 de outubro de 2012, aos 95 anos.Marxista irredutível, Hobsbawm chegou a defender o indefensável: numa entrevista que chocou leitores, críticos e colegas:
“Alegou que o assassinato de milhões orquestrados por Stalin na União Soviética teria valido a pena se dele tivesse resultado uma ‘genuína sociedade comunista’”.
Eric Hobsbawn
Hobsbawm foi de fato um historiador talentoso. Nunca fez doutrinação rasteira em suas obras. Mas o talento de historiador, é forçoso dizer, ficará para sempre manchado pela cegueira com que ele se agarrou a uma posição ideológica insustentável.
Essa posição lança sombras sobre uma de suas obras mais famosas, A Era dos Extremos, livro de 1994 que, depois da trilogia sobre o século XIX composta pelos livros A Era das Revoluções,A Era do Capital e A Era dos Impérios, lançados entre 1962 e 1987, se dedica a investigar a história do século XX –  quando Hitler matou milhões em seus campos de concentração e os regimes comunistas empreenderam os seus próprios extermínios. Hobsbawm se abstém de condenar os crimes soviéticos, embora o faça, com toda a ênfase, com relação aos nazistas.
 
Deixe um comentário

Publicado por em junho 10, 2013 em Uncategorized

 

Tags: , , , , , , ,